… Nelson Rodrigues

Culturismo-pt: Olá, Nelson!
Obrigado por teres aceitado participar nesta rubrica mensal.

Nelson Rodrigues: Obrigado eu pelo convite!

Culturismo-pt: Como tradição, a primeira pergunta é: quando é que começaste a treinar?

Nelson Rodrigues: Comecei com 17 anos. Ou seja, já lá vão 17 anos, pois tenho 34.

Culturismo-pt: Qual foi o primeiro desporto que praticaste?

Nelson Rodrigues: Joguei futebol quando era miúdo.

Culturismo-pt: Como é que passaste do futebol para o Culturismo?

Nelson Rodrigues: Comecei a ir ao ginásio com amigos mais velhos, que já treinavam a alguns anos, e gostei!

Culturismo-pt: Foi a partir daí que tiveste o primeiro contacto com o desporto que é o Culturismo?

Nelson Rodrigues: Sim, foi nessa altura!

Culturismo-pt: E o que te levou a competir?

Nelson Rodrigues: Só depois de muitos anos de treino é que pensei em competir… Mas, em conversa com colegas de trabalho que me disseram para competir, resolvi experimentar a categoria Men’s Physique, pois identificava-me mais com o tipo de corpo pedido!

Culturismo-pt: Que expectativas tinhas para a tua primeira experiência em competição?

Nelson Rodrigues: Como disse fui à descoberta. Preparei-me sozinho, em pouco tempo, e fui ao Regional Norte 2015, em que fiquei em segundo lugar. Então, a partir daí, ganhei ânimo e pensei logo em competir mais vezes!

Culturismo-pt: Conseguiste chegar a PRO na primeira competição internacional que fizeste – Arnold Classic Europe 2015. Como te sentiste com esse feito?

Nelson Rodrigues: Sim, é verdade; foi logo na minha primeira competição internacional. Foi um sonho pois não estava nada à espera; eram atletas de todo mundo… Sabia que estava bem preparado mas nunca pensei ser campeão absoluto e, muito menos, ser o primeiro português a conseguir ganhar o PRO-Card.

Culturismo-pt: Teres sido o primeiro a ter o PRO-Card deixa-te orgulhoso?

Nelson Rodrigues: Muito mesmo! E mais tendo-o ganho numa competição como o Arnold Classic Europe.

Culturismo-pt: Isso foi uma das razões pela qual pediste o PRO-Card? Por o teres ganho numa prova tão complicada?

Nelson Rodrigues: Pedi-o porque o ganhei. Então, claro que tinha de seguir em frente e passar a ser profissional. Gosto de novos desafios e competir na Liga Profissional, para mim, passou a ser a prioridade!

Culturismo-pt: Como é a vida de uma figura PRO?

Nelson Rodrigues: (Risos) Bem, a minha vida mudou um pouco sim… A passagem para profissional ajudou-me em alguns aspectos a nível de patrocínios e abriram-se novas portas… Mas, no meu caso, penso que, como fui o primeiro a conseguir, então passei a ser motivação e inspiração para muita gente que pensava que não era possível. Mostrei que sim, é possível, basta acreditarmos. E para mim, é muito gratificante puder motivar muitos atletas que estão a começar!

Culturismo-pt: Tens muitos novos apaixonados pela modalidade a falar contigo diariamente, pedindo conselhos sobre este desporto?

Nelson Rodrigues: Sim, tenho alguns, sim. Ainda existem muitas dúvidas à cerca desde desporto e da modalidade. Então, tento esclarecer ao máximo e aconselhar da melhor maneira!

Culturismo-pt: Quais são os conselhos mais repetitivos que dás? Ou seja, o que mais te perguntam os novos adeptos?

Nelson Rodrigues: O que noto é que os mais novos nisto têm muita pressa em competir; querem logo, ao fim de alguns meses de treino competir… Então, tento fazê-los ver que não se pode ultrapassar etapas e que competir não tem de ser porque está na moda; tem de ser muito mais que isso: é necessário ter uma boa base e maturidade muscular, e isso só se ganha depois de alguns anos de treino. Pisar um palco não é a mesma coisa que ter um bonito corpo para ir para a praia!

Culturismo-pt: Ficas com a sensação que eles pensam que é fácil chegar onde chegaste?

Nelson Rodrigues: Um pouco, sim. E tento fazê-los ver que não é assim tão fácil e que têm de criar hábitos, tanto alimentares como de treino, para conseguirem chegar aos objectivos, leve o tempo que levar! E dou-lhes o meu exemplo que, só ao fim de 15 anos de treino, é que competi!

Culturismo-pt: A tua preparação mudou muito desde que passaste a PRO?

Nelson Rodrigues: Sim, mudou. Para amador, basicamente, foi levar um corpo definido, sem muita densidade muscular; enquanto que para PRO, é necessário ter mais densidade e os parâmetros são outros. Então, os métodos de treino e alimentação têm de ser alterados!

Culturismo-pt: Qual foi a mudança mais drástica que aconteceu na tua vida, tirando a alimentação e o treino, depois de teres pedido o PRO-Card?

Nelson Rodrigues: Drástica talvez não seja a palavra mais adequada mas, mudou alguma coisa pois passou a responsabilidade a ser outra: tenho muita gente que me segue e acredita em mim como atleta. Então, a minha luta diária é também por essas pessoas e não desiludi-las!

Culturismo-pt: O teu aparecimento na capa da revista Muscle & Fitness, no ano passado, ajudou-te a autopromoveres-te?

Nelson Rodrigues: Sim, claro. Foi muito importante para mim como atleta pois na Liga PRO conta muito seres conhecido; é um “show” aquilo. Então, sair numa das revistas mais conceituadas do mundo Fitness foi óptimo. E veio numa altura em que estava um pouco desiludido com o resultado da minha última competição, então, veio dar-me ânimo e força para continuar!

Culturismo-pt: Ganhaste mais seguidores depois de teres aparecido como cara da revista?

Nelson Rodrigues: Sim, claro, bastantes mais porque fui capa da edição de Espanha. Então lá, foi muito vista; bem mais que em Portugal. Aumentei bastante os seguidores nas redes sociais, não só de Espanha, mas também de outros países!

Culturismo-pt: Como é ser-se reconhecido não só em Portugal, mas como em outros países?

Nelson Rodrigues: É muito bom pois é sinal que o teu trabalho é valorizado. Infelizmente, às vezes, no nosso país não nos dão o devido valor, mas pronto!

Culturismo-pt: Onde é que notas que és menos valorizado em Portugal: nos seguidores, nos patrocinadores, etc?

Nelson Rodrigues: A nível de seguidores e patrocínios nem tanto. Claro que um contracto de um atleta PRO nos Estados Unidos nada tem a ver com aqui mas, o que noto mais é que aqui, em Portugal, ainda não se valoriza muito este desporto em relação a outros países. Eu tenho ido competir em outros países, principalmente nos Estados Unidos, e o culturismo é quase como o futebol. Em Portugal, nem uma revista temos que fale de culturismo; que mostre o que é a vida de um culturista; como é nosso estilo de vida!

Culturismo-pt: Achas que falta divulgação sobre o Culturismo? Ou seja, que as pessoas ainda custam a acreditar que o Culturismo é um desporto?

Nelson Rodrigues: Sim, basicamente, é isso. Algumas pessoas ainda não vêem o culturismo como um desporto. Então, passa um pouco ao lado. Temos tido tão bons resultados a nível internacional e quase não se faz notícia disso.

Culturismo-pt: Ficas emotivo ao ver outros parceiros teus, deste desporto, conseguirem trazer medalhas para o país?

Nelson Rodrigues: Claro que sim! Motivado e contente. Acredito que está a melhorar e, mesmo para mim, é importante como PRO ter mais atletas portugueses a competir na Liga Profissional, pois assim começarão a olhar mais para nós e a termos mais força. Assim se passou com os Brasileiros.

Culturismo-pt: Gostavas de partilhar o palco com outro português?

Nelson Rodrigues: Claro que sim. E talvez este ano já seja possível… Já temos mais 2 Men’s Physique PRO.

Culturismo-pt: Qual foi o PRO estrangeiro com quem partilhaste o palco que mais te entusiasmou?

Nelson Rodrigues: Sem dúvida o Felipe Franco do Brasil. Já o sigo a algum tempo, identifico-me com ele em alguns aspectos e, para mim, é um exemplo a seguir pois conseguiu ganhar o lugar dele no meio dos tubarões dos Americanos. E eu sei que não é nada fácil… Já o senti bem na pele!

Culturismo-pt: A competição PRO é, sem dúvida, muito diferente da Amadora. Qual é a maior diferença que destacas?

Nelson Rodrigues: A grande diferença é a diferença de critérios de prova para prova. Nos Estados Unidos principalmente, cada “show” tem um shape definido, ou seja, há “shows” que querem um shape mais cheio e outros mais vazio e definido. Então, é complicado acertar e saber ao certo o que os juízes querem!

Culturismo-pt: Isso faz com que fiques muito nervoso de prova para prova?

Nelson Rodrigues: Nervoso, fico sempre um pouco. Mas com tempo já começo a perceber e saber escolher bem as provas; as que se adequam mais ao meu shape!

Culturismo-pt: Obviamente, tens de contar com pessoas para te apoiar nessas jornadas. Quais são as figuras mais marcantes na tua vida desportiva?

Nelson Rodrigues: Sem dúvida, o meu preparador Ali Butcher e a minha namorada, que me apoiaram sempre!

Culturismo-pt: Para finalizar, como é o interior do Nelson Rodrigues?

Nelson Rodrigues: (Risos) Perguntas difíceis a esta hora… Bem, o Nelson Rodrigues é uma pessoa muito simples: acessível, verdadeira e muito directa. Penso que, independentemente dos títulos que ganhemos, nunca devemos deixar de ser quem somos e, acima de tudo, manter-nos fiéis a nós mesmos, aos nossos valores e, principalmente, não perder a humildade… Porque é a humildade que faz um Campeão!

Culturismo-pt: (Risos) Tens toda a razão! Concordo plenamente contigo.
Muito obrigado por teres disponibilizado este tempinho para falares comigo. Acredito que a tua jornada ainda começou e resta-me desejar-te o melhor do mundo; que consigas tudo o que anseias. Muito obrigado!

Nelson Rodrigues: Obrigado eu. Foi com todo gosto!

Para seguir mais de perto o trabalho do Nelson Rodrigues, ficam:
Facebook: https://www.facebook.com/NelsonRodriguesPRO/
Instagram: @ifbbpro_nelsonrodrigues



Texto:
Dud@
Fotografia: NunoBaptista.com